O portfolio literario

Você é um escritor ou um artista? Então, por que não ter um portfófio digital e/ou um e-portfólio? É fácil de fazer, sem custos de impressão e, em muitos casos, pode ser enviado por email. Já existem muitos editores de livros, curadores e galerias de arte aceitando versões digitais e/ou on-line do seu conjunto de ideias, textos, livros, fanzines, HQ´s, fotos, eventos, saraus, projetos aprovados, projetos em andamento, projetos para divulgação; seu buque de trabalhos artísticos e literários. Só que, em vez dos modelos mais tradicionais, impressos, espiralados, um novo modelo para ser configurado e baixado de seu site, de seu blog, de seu sítio virtual ou para ser enviado por email. Os benefícios são muitos!

Há muitas maneiras de criar um portfólio digital e muitos programas de software que você pode usar. Mas antes, vamos cuidar um pouco da segurança do seu computador (e dos seus dados), que é seu espaço de trabalho.

Para segurança do computador é sempre bom ter:
  • um antivírus (o Avira AntiVir Personal Edition Classic é uma boa alternatia e é gratuito);
  • um anti-spyware e um anti-malware (o Spyware Terminator protege seu computador contra arquivos maliciosos provenientes da navegação pela internet, tais como spywares, adwares, trojans, malwares, parasitewares e hijackers dentre outros, uma outra alternativa é o Ad-aware);
  • um removedor de arquivos desnecessários (o Ccleaner é um bom limpador de porcarias e com ele é possível apagar arquivos desnecessários ao PC, ganhar maior privacidade e melhorar o desempenho da máquina).
  • um recuperador de arquivos perdidos (o Recuva, cujas limitações aparecem quando o arquivo a ser recuperado já tiver seu espaço anterior em HD já reescrito com novas atividades, o que impossibilita sua recuperação total ou parcial, mas em último caso...)
Depois dos cuidados básicos de proteção do seu computador, é a parte de organizar e instalar os seus programas essenciais. Você vai precisar de:
  • um leitor de formatos. O pacote da Adobe é essencial à qualquer máquina. São eles: Reader, Flash Player, Air, Shocwave Player. 
  • um editor de texto e slides. O mais tradicional é o pacote Microsoft Office, mas é possível instalar o OpenOffice ou o BrOffice, de licença aberta e que não fica muito a desejar em relação ao anterior.
  • um conversor para pdf. Eu uso o doPDF que é leve, simples e não requer muita habilidade. Ter um convertor de pdf é essencial e você pode ficar seguro de que a pessoa para qual você enviar o seu portfólio digital será capaz de visualizá-lo sem alterações no formato. Falo em nome dos documentos que estarão anexados aos emais ou disponíveis para download no seu site. Também é muito importante salvar um arquivo de texto em pdf, principalmente em se tratando de diagramação, estilo, fonte, imagens, espaçamento, etc.
  • um compactador de arquivos. Existem vários, do WinRAR, WinZip e o que eu prefiro, o 7-zip.
  • um editor de imagens, programação e diagramação. Aqui falamos de coisas mais profissionais. O mercado utiliza o pacote Adobe CS5 (Photoshop, Indesign, Illustrator, Dreamweaver e Flash), mas há alternativos no mercado, e gratuitos (alguns open source), como o PhotoScape (em substituição ao Photoshop, em português), o Scribus (em substituição ao Indesing, em português), o Inkscape (em substituição ao Illustrator, em português), o Project ROME (da Adobe e para desenvolvimento de sites e blogs, bem como o Movable type e o Codelobster PHP) e para a linguagem em flash use o Flash Slide Show Maker (ára criar apresentações profissionais, em inglês) BannerZest (pra criar banner animados), AnyChart (para criar gráficos animados) ou a opção on-line Sprout-Builder (em inglês). Além disso é possíve recorrer para outros...
RECURSOS WEB de criação e manutenção de sites e blogs, principalmente para quem não entende de programação como eu, pode ser uma boa solução de incremento:
  • Para criação de páginas e sites, use o Webnode (simples, prático, eficaz e em português), o SnapPages (bastante intuitivo), ou o Freewebs (para blogueiros de plantão).
  • Para criação de um fórum de discussão, use o Lefora.
  • Para dúvidas sobre a cor que combina com qual, use o Color Scheme Desinger
  • Para diversos efeitos em fotos, use o Funny Photo Effect e/ou o Picnik
  • Para criar um cartoon de seu rosto e construir seu avatar, uma opção é o MyWebFace.
  • Para fazer uma nuvem de palavras, como se fossem tags de qualquer texto use o Wordle e divirta-se.
  • Para criar uma playlist de músicas e arquivos de som, use MyFlashFetish ou GoEar.
  • Para converter arquivos de um formato para outro, use o OnLine-Convert.
  • Para criar um pano de fundo que é a sua cara, use o BgPatterns.
  • Para criar o logo da sua página, ateliê ou empresa, brinque com o Logo Factor Web, o Logo Ease ou o gerador de gráfico CoolText.
  • Para fazer um selo, use o Says-it.
  • Para criar um QuizQuizInator.
  • Para inserir mensagens relacionadas nos seus posts, use o LinkWithin.
  • Para caixa de mensagens use o Shoutmix
  • Para mais comunicabilidade no seu site, use a barra de ferramentas wibiya.
OUTROS PROGRAMAS que podem ser de interesse:
  • Para fazer um logo exclusivo para seu portifólio, use o Logo Maker, em inglês.
  • Para criar menus drop-down, use o Drop Down Menu Builder.
  • Para criação de site de comunidades, use o Open ACS
  • Para editar topos para seu site ou blog, use o XHeader, com mais de mil modelos prontos.
  • Para editar vídeos, use o VideoSpin, em português.
  • Para editar arquivos de audio, com vários efeitos, use o EXPStudio Audio, em inglês.
  • Para editar imagens, use o Image Analyser.
  • Para um cliente/servidor de FTP gratuíto, use o Filezilla, em português.
  • Para traduzir o inglês e ver o dicionário, use o Lingoes, em português.
  • Para editar texto com suporte a várias linguagens de programação, use o Notepad++ (substitui os recursos do dreamweaver), em português.
  • Para saber a medida exata do que está na tela, use a régua Window Ruler, em inglês.
  • Para emular drives de arquivos em formato ISO, use Virtual CloneDriver, em inglês.
  • Para criar animações com boneco palito, use o Pivot Stickfigure Animator, em inglês.

COMO PENSAR UM PORTFÓLIO LITERÁRIO E/OU ARTÍSTICO?

Depois de você estar munido com esses mais diversos recursos, que tal finalmente definir o portfólio? Os passos estão a seguir:
  1. Definir os objetivos do portfólio e o contexto: identificar a finalidade e público para o portfólio (qual é a audiência?), as normas, regras, partes, estilos que serão utilizados como estrutura de organização para o portfólio (quais são os padrões possíveis de criação?), os equipamentos e softwares disponíveis, o nível de portfólio adequado para iniciar seu desenvolvimento on-line ou digital (quais são os recursos disponíveis?);
  2. Definir o conteúdo do portfólio (construir uma coleção de itens que reresentem seus esforços e realizações ao longo de suas experiências): identificar os artefatos, objetos artigos, dispositivos (exemplos do seu trabalho, especificamente que em formato eletrônico), ou experiências que você precisa demonstrar. Você pode ter conteúdos que demonstram mais de um indicador, e isso é ótimo. Coletar e armazenar os artefatos em pastas apropriadas no seu disco ou servidor. Insira personalidade no design do seu portifólio com alguns dos recursos gráficos de softwares que sejam capazes de adicionar estilo e elegância. Use multimeios. Use um scanner (ou câmera) para digitalizar as imagens. Use um microfone e um programa de digitalização de som para digitalizar artefatos de áudio. Use uma câmera de vídeo, digitalização de hardware e software para digitalizar artefatos de vídeo. 
  3. O portfólio reflexivo: Defina os balanços gerais reflexivos sobre cada objetivo e selecione aqueles artefatos que representam o cumprimento das normas ou metas estabelecidas. Escreva instruções explicativas para cada artefato, elaborando a razão pela qual foi selecionado e seu significado e valor no portfólio. A partir das reflexões e comentários, defina metas para o futuro. O portfólio se torna uma ferramenta de planejamento ao longo do tempo quando tomamos essas reflexões e definimos novas metas, a partir da análise e identificação de falhas e/ou ausências de conteúdos relacionados aos objtivos estabelecidos. Para cada indicador, escreva uma declaração sobre o que você ainda precisa aprender nesta área em específico, definindo algumas metas razoáveis para si mesmo.
  4. O portfólio on-line e/ou digital. Organize os elementos selecionados em formatos digitais, que permitam ligações de hiperlink/hipertexto. Selecione os software de criação disponíveis no seu computador e estabeleça vínculos entre os artefatos e o recurso disponível para inserí-lo ao portfólio. Escolha a plataforma de disposição na web (se blog, site, download, link, etc) e, boa sorte! É só elaborar um material de fácil uso e navegação e divulgar por ai. Se você quiser, volte aqui pra divulgar seu trabalho falando sobre sua experiência nos comentários desse post. 
Simbora lá?

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Ads Top